Quais são os riscos da depressão?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

A depressão é algo que pode surgir sem motivo algum, ou por causa de algo que aconteceu há algum tempo, mas deixou sua marca na mente e no coração de uma pessoa.

Quando surgem perguntas sobre depressão, também há muitas sugestões de respostas.

A resposta pode parecer simples para quem está de fora, mas para quem está realmente experimentando, é um pesadelo!

Seja um divórcio, falência, perda de emprego ou morte de um ente querido.

Esses eventos são considerados os gatilhos que podem desencadear vários sentimentos de tristeza e, na maioria dos casos, quanto mais e mais tempo essa condição demorar, pode se transformar em depressão.

Uma pessoa com depressão não se alimenta adequadamente, não faz atividades físicas e isso afeta sua qualidade de vida, não está bem consigo mesma ou com sua saúde.

Cuidar da saúde é um ato de amor próprio!

Por que a tristeza não deve ser confundida com a depressão?
Para entender de uma vez por todas qual é a diferença entre tristeza e depressão e quais são os sinais que ela apresenta, vamos explicar para você neste artigo.

A depressão não está literalmente alinhada ou tem a ver com eventos.

Na vida de uma pessoa que desenvolveu depressão, tudo pode estar indo bem, sua vida pode ser perfeita, mas ela continuará apresentando todos os sinais da doença.

No caso da tristeza, a pessoa que a desenvolveu terá seus motivos, ou seja, em geral, a pessoa tem plena consciência e é capaz de reconhecer o que gerou esse sentimento.

No entanto, confundir tristeza e depressão é um erro muito comum.

No entanto, a tristeza tende a ceder em algum momento da vida e a pessoa pode voltar à vida normal, enquanto a depressão não é algo tão simples de resolver, pois não acaba.

O deprimido acaba tendo que carregar o fardo de ouvir sempre frases como “para de fazer barulho e sai da cama”, “vai dar uma volta” ou “você é muito exagerado, tem gente no mundo com situações muito piores do que Sua".

A intenção por trás desses comentários pode não ser ruim na maioria das vezes, mas eles não ajudam em nada e podem até levar a um agravamento da saúde mental e física da pessoa.

Quais são os principais sintomas da depressão?
Quando uma pessoa revela que está deprimida, muitas vezes, nossa reação é automática, tentando lembrar quantas vezes a vimos chorando, desanimada ou triste.

No entanto, estar deprimido é muito mais do que apenas ficar triste e chorar 24 horas por dia.

Mas muitas vezes, quem realmente sofre de depressão apresenta vários sintomas que, na nossa visão, segundo o senso comum, não estão literalmente associados às condições de uma pessoa com tristeza profunda, como perda de peso ou insônia.

Por esse motivo, conhecer os sintomas pode ser muito útil, para ter a capacidade de ajudar uma pessoa que está sofrendo e poder auxiliá-la em sua recuperação.

Alguns exemplos desses sintomas, são:

  • Sentir-se indiferente às pessoas e às situações cotidianas;
  • Um humor deprimido caracterizado por desânimo e cansaço frequente;
  • Sensação de falta de sentido na vida, sentimento de inutilidade, baixa autoestima;
  • Dificuldade de concentração, pensamento mais lento e esquecimento;
  • Perda de interesse em atividades que antes eram apreciadas;
  • Alteração do apetite;
  • Ganho ou perda de peso
  • Insônia (não conseguir dormir) ou dormir demais
  • Perda de energia ou fadiga
  • Falta de esperança
  • Sentindo-se culpado o tempo todo
  • Pensamentos negativos sobre você
  • Pensamentos de morte ou suicídio
  • Ansiedade e angústia
  • Ter uma grande necessidade de esforço para realizar coisas que antes eram fáceis;
  • Incapacidade de sentir alegria;
  • Sentimentos de insegurança, medo, desespero e vazio;
  • Fazer interpretações distorcidas e sempre negativas sobre a realidade;
  • Diminuição do desejo e desempenho sexual;
  • Dores e outros sintomas físicos sem causa, como dores de estômago, má digestão, diarreia, tensão na nuca e ombros, dores de cabeça ou no corpo, sensação de peso ou mesmo uma pressão no peito.

Conheço muitas mulheres grávidas que ficam deprimidas e até decidem comprar misoprostol para tentar se livrar de algo que ela acha que é um problema.

As pessoas deprimidas nem sempre estão dispostas a procurar tratamento ou pedir ajuda.

Então, se você identificou um dos sintomas acima em alguém próximo a você, agora é a hora de você fazer a diferença na vida dele!

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.