Empreendedorismo: 5 dicas para colocar a sua ideia na prática

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por Carlos Meira

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

O desejo de ter um negócio próprio é uma ideia que costuma surgir com frequência na cabeça dos profissionais, que pretendem ser o chefe do seu próprio destino, ou que simplesmente buscam no empreendedorismo uma maneira de seguir o seu sonho.

Uma situação comum de se encontrar no mercado de trabalho é a de profissionais que atuam em suas atividades, muitas vezes até se destacando em sua respectiva área, porém sem ânimo de seguir em frente, com os seus interesses depositados em outros setores.

Diversos motivos separam esse trabalhador do seu real objetivo, como as suas responsabilidades com a principal renda de sustento da sua família vir do seu emprego atual, a falta de capital para investir nesse negócio próprio ou o receio de se arriscar.

Situações essas que impedem o alcance dos seus objetivos, no caso de um profissional que busca abrir um escritório próprio de serviços contábeis, para quem já trabalha na área, ou até mesmo que um funcionário do sistema fabril opere com uma confeitaria.

O adiamento constante da sua real vocação pode trazer grandes danos para o estado emocional desse trabalhador, capaz de se sentir exausto por repetir diariamente atividades das quais não o trazem a motivação que se espera de um profissional capacitado.

Algo que pode prejudicar não apenas a sua força de trabalho, mas também a sua própria saúde, expondo-se diariamente a um ambiente desgastante. Não pela realidade do trabalho em si, mas sim pelo fato dessas atividades não corresponderem aos seus reais objetivos.

Diferentemente de uma máquina, que realiza diariamente uma atividade mecânica ao qual foi programada e desenvolvida para exercer, como um compressor parafuso dentro das atividades de uma fábrica, o ser humano precisa ter uma motivação a mais em suas ações.

Muitas vezes esse incentivo para se alcançar uma realização pessoal e profissional está na abertura de um empreendimento particular, no qual o trabalhador não só opera com algo com que sente proximidade, como atua como líder do seu projeto.

E assim nasce um empreendedor, saindo de uma ideia para uma empresa a ser estabelecida no mercado.

Empreendedorismo: 5 dicas para colocar a sua ideia na prática
Empreendedorismo: 5 dicas para colocar a sua ideia na prática

O papel do empreendedorismo atualmente

Nos dias de hoje a posição do empreendedor não só ganha um respeito maior pelo mercado, como se tornou uma transição cada vez mais comum no mercado de trabalho, com diversos profissionais atuando como responsáveis por um negócio próprio.

Algo que acontece como uma modificação no mercado de trabalho em si, no qual os métodos de configuração dos trabalhos se mostram muito mais flexíveis, permitindo que um profissional, por exemplo, atue não apenas como um empregado de uma empresa.

Ao operar como um microempreendedor individual, esse indivíduo pode oferecer os seus serviços para os mais diferentes clientes, ou até mesmo para uma só empresa dentro de um período de tempo, comportando-se como um empreendedor, além de um empregado.

Esse pode ser o caso de um profissional que trabalha na função de intérprete, oferecendo os seus serviços, como na tradução de documentos para diferentes clientes, agindo assim como um empreendedor próprio.

O que também está por trás dessas mudanças de comportamento no mercado, em relação ao que conhecíamos como o modelo tradicional de trabalho, são os avanços da tecnologia, que permitem com que novas atividades sejam realizadas ou aprimoradas.

A partir do acesso a diferentes ferramentas de automação, por exemplo, hoje se torna mais fácil para um empreendedor comandar o seu próprio negócio, como o comando financeiro de uma empresa, o controle do sistema de entrada e saída de produtos, entre outros.

Praticidades essas que permitem em alguns casos que um profissional consiga conciliar o seu empreendimento com o seu emprego tradicional, até que esse projeto comercial apresente força suficiente para se sustentar como um projeto lucrativo.

Com o uso de um sistema de gestão integrada é possível para esse empreendedor administrar não apenas as operações realizadas em seu negócio, como também otimizar o seu tempo no outro trabalho, até que exista capital suficiente para lidar com seu projeto.

Para que um projeto empreendedor alcance condições de se apresentar como algo competitivo no mercado, é importante que as pessoas por trás desses negócios disponham das melhores técnicas para se administrar um negócio.

Afinal, quando se fala de um empreendimento próprio não é apenas a sua vida profissional que passa a ser discutida, mas também as suas responsabilidades referentes à capacitação dos seus funcionários, de acordo com as suas ocupações.

Logo, é preciso estar atento a algumas atividades em particular, de forma a garantir que o seu projeto comercial tenha um futuro dentro do mercado competidor.

Como estabelecer o seu negócio em 5 passos

Para que um empreendimento tenha sucesso, seja ele algo mais simples como a confecção de bolos a serem comercializados em sua vizinhança, ou algo mais profissional, como um escritório que realiza serviços de auditoria independente, é importante conhecer o público.

Isso é necessário para que as necessidades dos seus clientes sejam respondidas da melhor maneira possível, sendo preciso não só profissionalizar os seus serviços, como também entregá-los da melhor maneira possível ao seu público.

De forma a otimizar essa situação, assim como muitas outras atividades referentes ao comando de um negócio, é importante estar atento a algumas particularidades, através de algumas dicas especializadas, começando pela:

  1. Segmentação do mercado

Antes de abrir um negócio, é importante para esse novo empreendedor conhecer o mercado no qual está se posicionando, de forma a encontrar um produto ou serviço ideal para as suas capacidades e as necessidades de um comércio.

E se o mercado atualmente já se encontra com uma alta competitividade, para que o seu negócio tenha mais chances de prosperar, é importante atuar com um projeto que traga novidades ao setor ou então que se direcione a um público em particular.

Quanto mais específico forem as suas atividades, como na produção de silicone cola para uma variedade particular do setor industrial, maiores são as chances do seu produto se destacar perante esses clientes específicos, ao invés de lidar com o grande público.

  1. Pesquisa de campo

E nenhum projeto consegue se destacar, mesmo em um mercado restrito, sem conhecer a realidade do seu setor de atuação, sendo necessário identificar as possibilidades referentes não só ao seu público, como também aos concorrentes que ali se encontram.

Conhecer a fundo o seu campo de trabalho ajudará o profissional a tomar certas decisões antes mesmo de abrir as portas do seu estabelecimento, de forma a garantir que as suas atividades corresponderão às necessidades apresentadas pelo mercado.

  1.  Busca por referências

E para quem nunca teve experiência com o comando de um negócio próprio, é importante contar com o apoio de alguma mentoria, com dicas e estratégias a serem repassados por profissionais já experientes nesse mercado, independentemente ou não de serem da sua área.

Muitas vezes, apesar de atuar em setores diferentes, os conselhos de um administrador podem ser importantes para o seu negócio, com conselhos vindos de uma pessoa que já tem uma certa experiência com questões financeiras, por exemplo. 

  1. Plano de negócios

Se um dos grandes desafios de um empreendedor é saber como administrar as responsabilidades referentes ao seu negócio, é importante para ele atuar com um sistema que apoie as suas tomadas de decisões.

Um planejamento de negócios serve de grande auxílio nesse momento, analisando questões como:

  • Objetivos da empresa;
  • Metas comerciais;
  • Oportunidades de expansão;
  • Custos de produção;
  • Gastos com funcionários.

Focando nas questões financeiras, a implementação de um programa para controle financeiro empresarial, por exemplo, pode ajudar na realização desse planejamento.

  1. Legalização do seu projeto

Para que o seu empreendimento seja visto pelo público consumidor como algo profissional, que represente um certo prestígio no mercado, é importante que ele conte com um apoio legal, sendo devidamente registrado nos órgãos competentes.

Algo que permite com que o seu negócio possa contar também com a produção de nota fiscal para os seus clientes, além de todo o apoio legal caso ele se mostre necessário, sendo reconhecido por todas as entidades como algo profissional.

De uma forma geral, é importante que um empreendedor siga a fundo não apenas essas regras, mas também muitas práticas necessárias para a implementação de um negócio, de forma que o seu empreendimento possa prosperar em um mercado competitivo.

Algo que vale para um projeto desde os seus primeiros passos, como no acompanhamento pericial para saber se um estabelecimento se encontra preparado para atuar de forma comercial, estando liberado pelos órgãos de vigilância do setor.

Um conjunto de regras que permitem com que o profissional não seja surpreendido de alguma maneira, já conhecendo as particularidades do setor ao qual pretende atuar, permitindo assim uma maior probabilidade de sucesso em sua área.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


4 Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.