Ejaculação precoce: O que é, causas, diagnóstico e tratamento

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por gabriel araujo

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

A ejaculação precoce é uma disfunção erétil que afeta cerca de 20-30% da população masculina. É, de fato, a forma mais frequente de distúrbio sexual em homens, o que traz consequências negativas tanto para ele quanto para sua parceira.

Fatores biológicos e psicológicos podem desempenhar um papel importante na causa da ejaculação precoce. Embora muitos homens relutam em falar sobre isso, a ejaculação precoce é uma condição comum e tratável.

O tratamento medicamentoso, o apoio e aconselhamento psicológico, bem como as técnicas sexuais específicas destinadas a retardar a ejaculação, podem ter efeitos benéficos na vida sexual do homem. 

Esse é um problema que pode acometer homens em qualquer idade ou atividade profissional, sejam homens que trabalhem com manutenção de equipamentos de medição em uma rotina puxada, ou em um escritório com uma rotina mais flexível.

Por isso, é importante buscar ajuda e tratamento. Vamos abordar mais sobre as causas dessa disfunção sexual, e qual o melhor tratamento. Continue lendo!

Afinal, o que é ejaculação precoce?

A ejaculação precoce é uma disfunção sexual caracterizada pela ejaculação antes da penetração vaginal, ou apresentada como uma incapacidade de retardar a ejaculação durante a relação sexual.

A ejaculação precoce é acompanhada por efeitos pessoais negativos, como tristeza, aborrecimento, frustração e, também, o ato de evitar o contato sexual.

Existem algumas evidências para apoiar fatores biológicos e psicológicos, como estresse, hipersensibilidade peniana e disfunção do receptor de serotonina. 

Sem dúvidas, a ejaculação precoce tem um efeito negativo na autoestima do homem e no relacionamento com sua parceira. E embora possa causar muito estresse, ansiedade, vergonha e depressão, a maioria dos homens com essa condição não procuram ajuda médica.

Mesmo homens que entendem bem desse assunto, que estudam e trabalham no setor da saúde, como enfermeiros, até mesmo médicos ou funcionários de uma empresa de automação elétrica predial, não procuram ajuda por motivos de vergonha.

Causas da ejaculação precoce

Há algum tempo, as causas da ejaculação precoce eram consideradas exclusivamente psicológicas. 

No entanto, com o avanço nos estudos e pesquisas, os médicos agora sabem que é um distúrbio mais complexo relacionado a uma complexa interação de causas psicológicas e biológicas. 

As primeiras experiências sexuais podem “estabelecer” um certo padrão que pode não ser fácil de modificar mais tarde na vida. Por exemplo, situações estressantes em que o homem pode ter se apressado para ejacular por medo de ser pego no ato. 

Principalmente homens que trabalham em rotinas pesadas, como em uma câmara frigorífica de congelamento, ou empresários que viajam bastante, que não tem muito tempo com suas parceiras. 

Esses tipos de sentimentos de culpa que aumentam a pressa de um homem durante a relação sexual podem ocasionar essa distinção. Outros fatores que podem afetar negativamente a ejaculação são:

Disfunção erétil

Homens que estão estressados ​​com a obtenção ou manutenção de uma ereção adequada podem se envolver em um padrão repetitivo de ejaculação curta durante a relação sexual, o que pode ser difícil de mudar. Causando então, esse problema de ejaculação precoce. 

Ansiedade

Muitos homens com ejaculação precoce muitas vezes têm problemas de ansiedade, seja especificamente devido ao desempenho sexual, ou relacionado a outras questões da vida e da vida cotidiana principalmente, relacionados ao trabalho, ou a falta de um. 

Trabalhos esses que podem ser estressantes e ter rotinas pesadas como de médicos, advogados e até mesmo funcionários da área do monitoramento ambiental.

Problemas interpessoais

Se em relações sexuais anteriores a ejaculação precoce ocorreu raramente, ou mesmo nunca, é bem possível que problemas interpessoais com a parceira atual estejam exacerbando o problema.

Mas não somente isso, os relacionamentos no trabalho também podem ser um fator envolvido na causa desse problema, principalmente em cargos de muita pressão, como em empresas industriais, empresas de contabilidade e investimentos.

Vícios

Vicios em jogos, pornografia e masturbação podem estar relacionado a essa disfunção na ejaculação. Isso porque esses tipos de vícios são altamente estimulantes, a ponto de criar um mecanismo de alívio ao menor estímulo.

Fatores biológicos

Além disso, vários fatores biológicos diferentes podem contribuir para a ocorrência de ejaculação precoce, como por exemplo:

  • Níveis hormonais desregulados;
  • Níveis anormais de testosterona;
  • Função reflexa anormal do sistema ejaculatório;
  • Problemas da glândula tireóide;
  • Inflamação e infecções da próstata e uretra;
  • Hereditariedade.

Menos comumente, a ejaculação precoce é causada por:

  • Danos neurológicos devido a uma operação ou lesão;
  • Medicação para tratar problemas de saúde mental;
  • Remédios e suplementos para hipertrofia;
  • Lesões na coluna vertebral;
  • Doenças endócrinas.

De fato, a ejaculação precoce pode ter várias causas. Por isso, é crucial a procura por ajuda médica, um acompanhamento minucioso para tratar a raiz do problema e uma alimentação saudável, como frutas, legumes e até mesmo alimentos de uma empresa de alimentos saudáveis

Além dos fatores psicológicos, fatores biológicos citados, também têm sido implicados, como hipersensibilidade da glande do pênis, inflamação da próstata, doenças da tireóide, obesidade e experiências sexuais traumáticas.

E consequentemente, muitos homens podem ter dificuldade de procurar ajuda médica, por vergonha ou desânimo. 

Qualquer homem, desde aquele que trabalha com medidor de vazão de água ou com aparelhos pesados, se o problema de ejaculação precoce for recorrente e sem explicação, se torna fundamental ir atrás de um médico, pois pode ter ocorrido algum tipo de lesão. 

Tratamento

As opções de tratamento para tratar a ejaculação precoce incluem tratamento para distúrbios sexuais, psicoterapia e farmacoterapia. 

Para muitos pacientes, os melhores resultados são alcançados através de uma combinação dos métodos terapêuticos medicamentosos e terapias psicológicas. 

Nesse sentido, desenvolver uma abordagem terapêutica com uma combinação de medicamentos e psicoterapia pode proporcionar resultados já de início. As substâncias medicinais administradas são as seguintes:

  • Andrógenos;
  • Inibidores;
  • Injeções intravenosas.

Obviamente o tratamento muda de acordo com cada paciente. Existem homens que têm rotinas pesadas que trabalham em empresas de aditivo para pao frances, ou maquinários automotivos que em decorrer do trabalho podem acabar ocasionando esse tipo de problema.

Nesse caso, além de psicoterapia e medicamentos, uma mudança na rotina, incluindo atividade física e alimentação saudável também devem estar no tratamento.

Para resolver definitivamente a condição subjacente, é provável que seja necessária terapia sexual e cognitiva com acompanhamento médico.

Tratamentos medicamentosos sistêmicos

Existem tratamentos com inibidores da recaptação de serotonina (ISRS) que podem ser bem eficazes. Isto é, a administração diária sistêmica de inibidores da recaptação de serotonina (ISRS) aumenta os níveis sinápticos de serotonina, inibindo então a ejaculação.

Esse é um dos tratamentos para a ejaculação precoce, e embora sua administração não tenha sido oficialmente aprovada por nenhum órgão de saúde para essa indicação, pode trazer resultados significativos.

O efeito clínico varia de acordo com a substância administrada e sua dose. Os ISRSs usados ​​principalmente são paroxetina, fluoxetina, sertralina e citalopram.

Terapia cognitiva comportamental

Essa abordagem, também conhecida como aconselhamento ou terapia de fala, dá ao paciente a oportunidade de conversar com um profissional de saúde mental sobre seus relacionamentos e experiências. 

As sessões podem ajudar a reduzir a ansiedade de desempenho, encontrar maneiras de gerenciar o estresse, além de resolver vários problemas. A terapia cognitivo-comportamental tem chance ainda maior de sucesso se associada à medicação.

Tratamentos tópicos

Existem substâncias farmacêuticas específicas e anestésicos locais que são administrados para tratar a ejaculação precoce. Ou seja, são tratamentos de aplicação de substâncias ativas topicamente com substâncias medicinais na forma de cremes, pomadas ou sprays. 

Um dos principais ingredientes utilizados nestes tratamentos tópicos é a xilocaína ou lidocaína/prilocaína. Esses tratamentos locais são aplicados aproximadamente 15 a 20 minutos antes do ato sexual. 

A capacidade dos tratamentos aplicados localmente serem usados ​​”conforme desejado” e a ausência de efeitos colaterais sistêmicos os tornam particularmente atraentes. No entanto, não resolvem o problema a fundo, funcionando somente como um paliativo. 

Outros tratamentos paliativos

De fato, existem algumas técnicas que os homens podem fazer para driblar este problema, como por exemplo:

  • Usar de preservativo duplo;
  • Usar um preservativo com uma substância retardadora;
  • Masturbar-se antes da relação sexual;
  • Evitar pensamentos sexuais durante o sexo.

Lembrando que podem não funcionar com todos os homens, principalmente dependendo do nível de complicação.

Afinal, algumas profissões estressantes, como médicos veterinários ou socorristas e bombeiros, podem ter níveis mais elevados de disfunções sexuais. Nesses casos, a ajuda médica é fundamental para garantir o tratamento e a solução. 

Qual médico especialista trata ejaculação precoce?

O urologista – andrologista é o especialista a quem o homem com ejaculação precoce e demais complicações sexuais, deve recorrer. Na consulta, geralmente é realizada a anamnese, com histórico urológico, sexual e exame clínico. São processos de suma importância. 

Portanto, não é preciso se sentir intimidado a procurar ajuda médica. Esse é um problema de saúde assim como qualquer outro. Procure um médico de confiança e converse sobre o melhor tratamento para sua situação. 

Assim como seu pet pode precisar de aminoácidos nutrição animal se ele não estiver saudável, todo ser humano precisa de acompanhamento médico e qualquer sintoma que sair do padrão o seu médico deve saber.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.