Doenças psicossomáticas: O que são e como tratá-las

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por Carlos Meira

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Você já ouviu falar de doenças psicossomáticas? Ou transtorno psicossomático? Ou ainda doenças somáticas? São doenças causadas por problemas da mente que refletem de forma física no organismo, afetando diversos órgãos de modo distinto.

Tendo isso em vista, neste artigo você vai entender como essa doença ou transtorno surge, se desenvolve, como é identificada (diagnóstico) e como pode ser tratada.

Entenda mais sobre as causas (etiologia)

Muitos são os motivos que podem contribuir para o desenvolvimento das doenças somáticas. Mas o principal vilão se torna o próprio cérebro, em decorrência da sobrecarga que recebe de informação ou de tarefas a cumprir.

As pessoas que tem maior tendência de apresentarem sinais e sintomas e desenvolverem algum tipo de doença psicossomática, possuem, na maioria dos casos:

  • Estilo de vida caótico e dinâmico;
  • Dificuldade em reconhecer e expressar emoções;
  • Negligência na infância;
  • História de abuso sexual ou de ausência dos pais;
  • Condições psicológicas como depressão ou transtorno bipolar;
  • Histórico de abuso de substâncias químicas (como álcool ou drogas).

Assim, o cérebro perturbado por condições como ansiedade e, principalmente, estresse, conduz a uma desregulação de comandos que afeta o organismo como um todo por ser o eixo central de controle. 

Estresse como um vilão

O estresse é um dos principais causadores destas doenças e pode ser resultado de algum trauma, abuso, doenças frequentes, medo, depressão, raiva, culpa e insegurança, como citado anteriormente.

Por exemplo, os profissionais da saúde, em decorrência da pandemia de Covid-19, passaram a ter de usar mascaras de tecido duplo do tipo PFF2 ou N95 diariamente e a todo momento no ambiente de trabalho, e isso aumentou o nível de estresse.

As máscaras e o uso de roupas especiais a todo momento no exercício da profissão deixam marcas no rosto e no corpo desses profissionais, refletindo em um aumento do número de casos, sinais e sintomas clássicos de doenças psicossomáticas.

Imagine que você é um produtor musical ou DJ (Disck Jockey) e que seu trabalho envolve, por vezes, a simulação acústica para testagem de som em eventos diários, sendo que isso gera um estresse muito grande.

Essa simulação perdura por horas e isso pode, a longo prazo, acarretar em problemas somáticos por conta do estresse promovido pelas ondas acústicas de alta frequência e do desgaste das estruturas internas do ouvido.  

Em casos muito graves e avançados desse transtorno, resultado do estresse no exercício da profissão, a pessoa pode solicitar um laudo de periculosidade para identificar os “perigos” no âmbito de trabalho.

Neste caso, os perigos podem ser sobrecarga de trabalho, condições não ergonômicas da função (sem postura adequada), carregamento de excesso de peso sobre membros e ambiente tóxico (no sentido de políticas internas prejudiciais).

Quando da detecção e veracidade dessas condições, o engenheiro em segurança do trabalho pode emitir seu parecer contendo essas informações.

O parecer, com ou sem uma tradução técnica, para o caso de trabalhadores de origem internacional, pode então ser usado para abertura de processos judiciais perante empresas que induziram o desenvolvimento da doença no paciente.

Doenças psicossomáticas: O que são e como tratá-las
Doenças psicossomáticas: O que são e como tratá-las

Sinais e sintomas das doenças

O diagnóstico dessas doenças nos pacientes pode ser complexo e levar alguns anos, dependendo da intensidade dos sinais e sintomas. Isso porque os sinais e sintomas das doenças somáticas podem simular os de outras doenças.

De modo geral, a pessoa doente passa por vários médicos buscando um diagnóstico, então, ao chegar no psiquiatra ou neurologista é que a condição pode finalmente ser reconhecida, pelo histórico do paciente e maior especialização na área.

Conforme citamos aqui, a mente exerce um poder supremo sobre o organismo e gera efeitos em quase todos os órgãos. Veja agora quais são os principais efeitos sobre cada órgão.

Pulmões

Pode ser notada falta de ar ou dor sufocante no peito, similar àquelas causadas por problemas cardíacos. O estresse e a ansiedade exibem sintomas parecidos e podem ser confundidos com a doença somática.

Intestino

O intestino é conhecido como “segundo cérebro” do organismo pelo grande número de terminações nervosas e pode apresentar quadros de prisão de ventre (gases que provocam dor intensa) e diarreia.

Rins e bexiga

Dificuldade ou dor ao urinar, semelhante a infecções urinárias ou outras doenças que afetam o sistema urinário (responsável pelos rins e bexiga dentro do nosso organismo).

Sistema nervoso

O sistema nervoso é um dos mais afetados e os sintomas são diversos, como resultado da transmissão de impulsos do cérebro, agora desregulado por causa da doença. Os sintomas simulam um quadro de doença neurológica e podem incluir:

  • Enxaqueca (dor de cabeça forte);
  • Irritabilidade;
  • Insônia;
  • Alteração da sensibilidade em algumas regiões;
  • Alteração da visão;
  • Alteração do equilíbrio e motricidade (parte dos movimentos).

Além de outros possíveis problemas, por isso, é muito importante procurar um médico de confiança quando sentir essa combinação de sintomas.

Coração e sistema cardiovascular

Palpitação, dor intensa no peito simulando um quadro de infarto e piora ou desenvolvimento de pressão alta, são os principais sintomas.

Se você teve o diagnóstico de algum tipo de doença somática ou mesmo do transtorno somático, além de adotar uma rotina mais saudável, uma boa dica pode ser a aquisição de um aparelho para medir pressão arterial.

Como a alteração dos batimentos e aumento da pressão arterial são verificadas na maioria dos pacientes com esse transtorno, é importante realizar o monitoramento, ao menos nos primeiros meses de tratamento, e o aparelho serve bem aqui.

Garganta

Você pode identificar irritações e vermelhidão que indiquem a simulação de uma inflamação na região da garganta e das tonsilas palatinas, as famosas amídalas. A sensação de nó na garganta também pode estar presente.

Estômago

Náusea, dor intensa, sensação de queimação (azia) e piora de gastrite ou úlceras gástricas e de refluxo, caso existam, são os principais sintomas. Novamente, os sintomas simulam doenças no estômago.

Músculo e articulações

O sistema nervoso, agora afetado pela doença, pode levar a uma estimulação frequente e desnecessária dos músculos, a chamada tensão muscular.

Sendo assim, podem ser verificadas a contratura involuntária e constante da musculatura, dor nas costas, dos nos músculos e nas articulações associadas a eles e tensão, de modo geral.

Órgãos genitais (útero, vagina, próstata e pênis)

Os órgãos genitais também são afetados pela doença. Nos homens pode ser verificada disfunção erétil e simulação de impotência sexual e nas mulheres dificuldade de engravidar e alteração no ciclo menstrual.

Em ambos a redução da libido e do desejo sexual pode estar presente, como resultado da desregulação nervosa. 

Pele

A pele é considerada o maior órgão do corpo em extensão, uma vez que o reveste em sua maior parte. As doenças somáticas podem provocar formigamento, coceira, ardência e vermelhidão, simulando uma inflamação por alergia.

Formas de tratamento: conheça algumas

As doenças psicossomáticas exigem tratamento medicamentoso, nos casos mais graves, e sessões de psicoterapia com periodicidade.

Uma recomendação é a execução de práticas prazerosas e de hobbies que são coisas que você gosta de fazer, por exemplo, pintar, costurar, dançar, cantar, dentre outros.

Algumas pessoas podem ter o hobby de limpeza da casa e para isso pode ser interessante o uso de wiper hospitalar, que é um tipo de pano para higienização de ambientes. Os remédios para alívio dos sintomas incluem:

  • Anti-inflamatórios;
  • Analgésicos para alívio da dor;
  • Para controle de enjoo;
  • Antidepressivos;
  • Ansiolíticos ou calmantes.

O uso de componentes naturais como o chá de camomila, e valeriana, a programação de férias e a prática de atividades físicas do seu interesse são condutas que podem ser adotadas para melhoria do seu estilo de vida. 

A prática de atividades físicas é importante para regulação hormonal e melhor desempenho do organismo, de modo geral. Você pode buscar a execução de práticas como ioga, pilates, corrida ou caminhada, por exemplo.

Os exercícios, independentemente do tipo e frequência, promovem a liberação do hormônio endorfina no organismo, o que traz muitos benefícios ao tratamento da doença somática por promover sensação de satisfação e tranquilidade.

Se você desejar praticar exercícios físicos em sua residência ou no parque, uma sugestão é pesquisar na internet por “kit academia ao ar livre preço” e tenha acesso às melhores opções de compra para montar sua própria academia em casa.

Conclusão

As doenças somáticas comprovam que a mente é um elemento essencial do corpo, e que perturbações dela vão refletir em todo o organismo, transmitindo a dor emocional para a dor física.

Pensar em hobbies e exercícios físicos é uma ótima opção de tratamento, além da medicação e psicoterapia. Se alguns elementos para execução do seu hobby não existem no Brasil, você pode optar por uma importação aérea.

Fique atento ao seu organismo e aos seus sinais e sintomas. Você pode estar doente neste momento e não ter notado ou se atentado a isso. Procure o médico e busque tratamento para melhoria na sua qualidade de vida.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


4 Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.