Como a moda interfere na autoestima?

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por Carlos Meira

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Neste artigo vamos abordar alguns vieses sobre como o mundo da moda pode interferir dentro dos aspectos psicológicos da sociedade.

Podemos destacar que a nossa relação com a moda, especialmente sobre a maneira que vestimos é algo bidirecional. Pois, podemos definir que as nossas roupas serão a melhor expressão do que sentimos e somos, ela vai representar a nossa personalidade. Ela tem um impacto em nossa autoestima e mesmo em como nós nos comportamos dentro da sociedade.

Ela será mais do que uma tentativa de solução, o estilo será uma demonstração do exterior, sendo  uma manifestação sobre o nosso interno. A forma de vestir é a melhor forma da gente se comunicar sobre o nosso desejo de conforto, de invisibilidade, e assim poderemos nos destacar da melhor forma dentro da sociedade.

A roupa que mostra também poderá esconder a sua personalidade, a sua qualidade e até a relação que estabelecemos com a moda, mesmo sendo de forma inconsciente. Tudo vai se comunicar de diferentes formas, leituras e diferentes significados.

Como a moda interfere na autoestima
Como a moda interfere na autoestima

Se você tem o desejo de entender sobre a história da moda, indicamos que você faça  Cursos Online sobre o assunto.

A sua roupa vai influenciar totalmente sobre como você se percebe e também como você é percebido pela sociedade. É inatacável que a aparência externa vai se comunicar e acionar no outro uma atitude boa ou má. As expectativas sobre nossas qualidades sempre serão as mesmas da competência profissional.

Alguns psicólogos criaram um experimento com o objetivo de avaliar essa influência, eles testaram a performance de algumas pessoas ao falar sobre um certo tema, ao vestir um avental branco de médico. A primeira impressão foi de uma melhora dos resultados da pessoa enquanto usava o avental branco quanto é em comparação quando uma pessoa usa uma roupa comum. Porém, em um novo experiemnto, foi entregue o mesmo avental para os participantes da pesquisa, porém as pessoas comunicaram que se tratava de um avental de pintor. Portanto, a performance teve uma piora em relação ao primeiro teste. Esse exemplo que destacamos é uma compreensão do impacto que uma determinada roupa poderá produzir sobre a nossa opiniâo, e mesmo em nossa autoestima.

Outra pesquisa comprovou sobre o impacto desse assunto, os pesquisadores observaram sobre diferença positiva que resultava sobre o uso de roupas coloridas dentro de uma clínica de saúde para idosos. A Moda buscou criar na vida das pessoas esse grande impacto. É comum que diversos estilistas definam as suas peças como feitas com o objetivo de ajudar as pessoas, especialmente as mulheres, a se sentirem cada vez mais bonitas e empoderadas, com o objetivo de aumentarem a sua autoestima.

Outro ponto que podemos destacar sobre as escolhas de vestuário é que ele sempre vai atingir a autoestima, além da sensação de reconhecimento. A identificação com um determinado grupo e ao mesmo tempo com a expressão da individualidade é um dos vários paradoxos da Moda. E sobre esses assuntos você pode aprender em  Cursos Online da história da moda.

Podemos destacar que a nossa relação com a moda, especialmente sobre a maneira que vestimos será algo bidirecional. Pois, as nossas roupas serão sempre uma expressão do que estamos sentindo, sobre a nossa personalidade, a nossa individualidade de gostos, assim como pode existir um grande impacto sobre a nossa autoestima.

A nossa forma de se vestir, vai se comunicar diretamente com o nosso desejo de conforto, de invisibilidade e assim poder se destacar. O que a roupa mostra, também poderá esconder, sobre o que está escrito, a sua qualidade e especialmente a relação sobre o que estabelecemos com ela, mesmo de forma que seja inconsciente, pode estar cheio de significados.

Outro aspecto que poderá ser resultante sobre as nossas escolhas de vestuário e que podem atingir a nossa autoestima indiretamente é a sensação de reconhecimento. As roupas que nós vestimos, acessorios e entre outros, sempre vão se comunicar com um grupo ou uma tribo na qual fazemos parte. Essa identificação com um grupo é, ao mesmo tempo, a expressão da individualidade.

Podemos definir que a roupa é uma ferramenta poderosa. Fazendo com que a gente se sinta cada vez mais confiante. A roupa faz a pessoa se sentir mais chique ou mais sexy. Ajuda as pessoas a verem nossas qualidades dentro do trabalho e, consequentemente, contribui para a nossa autoestima.

Se você trabalha com roupa sempre haverá aquela cliente que não se importa com o que ela veste todos os dias, porém na verdade, muitas pessoas fazem uma defesa para não se olharem no espelho, com o objetivo de não procurar algum defeito e não se acharem feias. Sendo um jeito a mais de não se relacionar com o mundo exterior. Porém, o trabalho da consultoria de moda será totalmente esse, o de despertar a consciência de uma belíssima imagem que fazemos de nós mesmas.

E é claro que achamos diversas coisas lindas em nossas aparências. E ao fim fazer com que o cliente se sinta mais confiante em estabelecer uma nova relação sobre o mundo. Um resultado que poderá ser alcançado de diversas maneiras.

Depois de ler sobre como a moda interfere na autoestima, você ficou com alguma dúvida?

Se você gostou do que leu, comente aqui embaixo sobre essas dicas e mande os resultados logo a seguir. E se quiser compartilhe essas dicas com os seus amigos e amigas.

Grande abraço e até o próximo post!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


4 Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.