Chupeta é inimiga da dentição das crianças? 

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por mpcoutinho

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

A sucção é um reflexo importante para o desenvolvimento psicológico dos bebês, podendo ser notado desde a fase uterina. Por isso, não é incomum que bebês desenvolvam o hábito de chupar o dedo ou a chupeta, especialmente no primeiro ano de vida.

No entanto, ao mesmo tempo em que essa ação promove a liberação de endorfinas nas crianças – hormônio que auxilia no controle das dores, ansiedade e humor –, a amamentação no peito costuma ser o suficiente para atender essa necessidade natural.

Assim, se a criança passa longos períodos chupando o dedo ou utilizando a chupeta, essa ação pode começar a interferir na formação da dentição dos bebês, causando danos na estrutura óssea e no alinhamento dos dentinhos.

Por isso, o cuidado com a saúde bucal e as visitas regulares com o dentista infantil são costumes que precisam ser desempenhados desde os primeiros meses de vida.

Quais os perigos da chupeta para a saúde bucal dos bebês?

Assim como em todos os demais aspectos da vida das crianças, o uso da chupeta trás benefícios e malefícios importantes que devem ser muito bem analisados pelos pais e responsáveis, antes da introdução desse acessório no dia a dia das crianças.

No caso da saúde oral, a sucção é fundamental para o desenvolvimento da dentição, formação ósseo-facial, a constituição dos músculos maxilares e mastigação, fala e processo respiratório. Geralmente, sugar o peito é o ideal para esse processo de desenvolvimento.

Por sua vez, como o ato de chupar a chupeta envolve a utilização de músculos diferentes, o uso prolongado deste acessório pode atrapalhar a formação da musculatura necessária durante a amamentação e deglutição, causando problemas na estrutura oral das crianças.

Deste modo, como é possível verificar em uma boa clínica de dentista pediátrica, entre os maiores prejuízos sofridos pelo uso recorrente da chupeta – especialmente após o surgimento dos primeiros dentes –, podemos notar a:

  • Projeção dos dentes de leite para frente;
  • Mordida aberta;
  • Encaixe inadequado das arcadas dentárias;
  • Alteração na posição dos dentes;
  • Modificação no formato do céu da boca.

Além disso, as crianças fazem o uso da chupeta têm mais propensão ao desenvolvimento de otite (dor de ouvido), uma vez que a sucção da chupeta estimula o músculo responsável pelo funcionamento da tuba auditiva provocando o acúmulo de secreção na região.

Cuidados que devem ser tomados para evitar problemas futuros

Devido aos riscos que a chupeta pode vir a causar no desenvolvimento da formação estrutural da boca das crianças, após o nascimento dos primeiros dentinhos de leite é fundamental que os pais se atentem ainda mais com o uso deste tipo de acessório.

Alguns dos principais cuidados que precisam ser tomados para a garantia da saúde bucal dos bebês, são:

  1. Idade ideal para remover o uso da chupeta

Qualquer dentista de criança qualificado recomenda que a chupeta seja retirada da vida do bebê o quanto antes.

No entanto, como essa tarefa nem sempre é fácil, é crucial que os responsáveis façam a remoção gradual desse objeto, limitando por completo o uso até os 2 anos de idade.

  1. Tipos de chupetas escolher

A escolha do tipo de chupeta também é muito importante, isso porque as opções ortodônticas e de silicone possuem um formato mais anatômico, causando danos um pouco menores na dentição das crianças.

É preciso salientar que as chupetas devem ser trocadas de acordo com a idade da criança e os especialistas dentista endodontia recomendam que não sejam pendurados cordões na chupeta para que o peso extra não comprometa o alinhamento e a formação dos dentes.

  1. Quando levar o bebê para a primeira consulta com o dentista

Muitos pais têm dúvidas sobre quando é o melhor momento para levar o bebê até uma clínica dentária, para avaliação.

É recomendado que o acompanhamento com o dentista pediatra se inicie logo após o nascimento dos primeiros dentinhos de leite, especialmente se a criança utiliza a chupeta.

Desta forma, o profissional poderá avaliar a interferência que o dispositivo está causando na formação das estruturas bucais, sugerindo o melhor momento para interromper esse hábito e evitar danos mais severos.

  1. Cuidados com a higienização do acessório

Além dos prejuízos no desenvolvimento da criança, a chupeta também pode ser fonte de outros problemas odontológicos para os bebês, como o surgimento de estomatites aftosas, candidíase oral (sapinho), entre outras patologias de origem fúngica ou bacteriana.

Por isso, é muito importante garantir uma boa higienização desses acessórios, fazendo a esterilização e o armazenamento correto do material.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Status Fit Center, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.