Chief Happiness Officer: por que as empresas estão investindo tanto neste profissional

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por Carlos Meira

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

A felicidade é um ponto crucial no trabalho e cada vez mais os negócios estão olhando para ela

Um rh estratégico olha para diversas questões, sejam pessoas, processos, ferramentas e tendências de mercado e, mais do que nunca, os talentos são valorizados além da sua potência profissional e são vistos cada vez mais como indivíduos com suas necessidades e particularidades.

Olhar para os indivíduos além do trabalho é essencial para que as pessoas entreguem o melhor de si, afinal, pessoas felizes, satisfeitas e que caminham bem em diversos aspectos da sua vida tendem a ser profissionais ainda mais produtivos e inovadores.

Pensando nisso, muitas empresas estão investindo nos Chief Happiness Officer, os “cuidadores da felicidade”. Você sabe do que se trata esse profissional? Acompanhe!

Chief Happiness Officer por que as empresas estão investindo tanto neste profissional
Chief Happiness Officer por que as empresas estão investindo tanto neste profissional

O que é um Chief Happiness Officer?

O Chief Happiness Office tem o objetivo de desenvolver resultados satisfatórios dentro da empresa com base na felicidade e satisfação dos colaboradores que compõem os setores.

O seu papel é engajar lideranças, motivar liderados, aumentar o pertencimento dos funcionários, gerar impactos e valor na experiência dos colaboradores e buscar dados quantitativos e qualitativos para justificar os resultados de suas ações.

Em tese, o CHO tem a ver de fato com a felicidade do colaborador, afinal, o mercado entende cada vez mais como pessoas felizes e satisfeitas produzem mais e prosperam na efetividade e sustentabilidade de um negócio.

Esse é um nome recente, mas independente da denominação para esse cargo, sua grande função é valorizar os recursos humanos e isso tem a ver com diversas estratégias dentro do negócio.

É importante não confundir esse cargo com o de Diretor de Recursos Humanos. Apesar de atuarem com o mesmo público, o foco de atuação não é o mesmo. Um Diretor de RH fica responsável por todas as interfaces de recursos humanos, como estratégia, processos e comunicação, ou seja, a sua atuação é mais ampla e executiva.

Já o Chief Happiness Officer promete revolucionar a gestão de pessoas cuidando da felicidade dos colaboradores na empresa. Ele atua em muitas frentes, mas o seu objetivo final é tornar o ambiente de trabalho mais harmonioso e satisfatório para a saúde mental dos profissionais.

Esse é um papel fundamental para o alinhamento das expectativas da empresa e dos funcionários. Pensando nisso, diversas são as atribuições desse profissional, como:

  • Adequar o fluxo de comunicação;
  • Melhorar o clima organizacional;
  • Promover desenvolvimento profissional e pessoal;
  • Potencializar a produtividade;
  • Desenvolver atividades para melhoria de performance;
  • Promover treinamentos e gestão do conhecimento;
  • Implementar ferramentas;
  • Apoiar na atração e retenção de talentos;
  • Introduzir a felicidade como um valor da instituição;
  • Estimular o reconhecimento nas ações de trabalho;
  • Construir laços entre colaboradores;
  • Criar um ambiente de acolhimento e construção;

Quem pode ser o CHO?

O profissional para essa área precisa, evidentemente, gostar de pessoas, afinal, ele é um agente estratégico para tornar o RH humanizado. É impossível criar ações para melhorar o grau de felicidade se o profissional não é referência de bom relacionamento, certo?

A tendência é que esses postos sejam ocupados por profissionais de RH, psicologia, comunicação e especializações surgem a cada tempo para esse tipo de papel. Além de teorias em si, é importante que esses profissionais tenham habilidades como comunicação, liderança, empatia, capacidade analítica, proatividade, entre outros.

Por que é importante olhar para a felicidade dos colaboradores?

Como dissemos, a felicidade dos colaboradores é crucial para sua produtividade e resultados e cada vez mais isso é preciso para um negócio. Mais ainda na realidade de pandemia e no futuro pós-pandemia, as pessoas estão mais vulneráveis e se sentir pertencentes a empresa faz toda a diferença.

É importante dizer que a felicidade não está apenas nos resultados de trabalho e desenvolvimento profissional em si, mas também está ligada com clima organizacional, comunicação, relacionamento entre pessoas, cultura empresarial e outras e ter pessoas e times que olhem para essa estratégia como um todo coloca as empresas em um novo patamar.

Olhar para uma estratégia completa para os recursos humanos está ligado a diversos aspectos e ter profissionais que pensam de fato em como motivar e fazer um ambiente mais saudável e feliz faz toda a diferença para que o clima organizacional seja valorizado e potencializado.

O quanto a empresa que você trabalha valoriza a felicidade do colaborador? Você já ouviu falar desse cargo? Aproveite que você sabe mais sobre ele e reflita sua estratégia!

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


4 Comentários

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.